Um espaço chamado “The Get Away”

Diego e Martina - 27/09/2016

Esse blog nasceu de uma aventura que não deu certo, mas acabou sendo um grande acerto. A vida costuma ser completamente diferente dos planejamentos estratégicos convencionais: nenhuma meta e nenhum estudo de cenário nos trouxeram até aqui. Eu, Diego, vou tentar explicar como alguns equívocos nos fizeram chegar até aqui e como muitas vezes é interessante deixar que aconteçam as “fugas” dos planos preestabelecidos.

Há pouco tempo atrás, enquanto muita gente se encantava com os milhares de aplicativos disponíveis nesse mundo high tech, eu agradecia a todos os santos por terem criado o Tinder. Eu pensava comigo mesmo: até que enfim algo que realmente eu posso chamar de revolução tecnológica. Ao invés de encher a cara em uma balada qualquer ouvindo uma música que eu não gostava, eu podia ficar ouvindo a brisa do mar e articulando contatos e encontros que me renderiam um milhão de histórias.

Seguindo uma apropriação bastante particular da filosofia da liberdade e aproveitando-se do fato que eu adoro viajar, resolvi montar um mapa de contatos que ia de Santa Catarina a São Paulo, que era onde eu circulava usualmente. Entretanto, esse plano foi por água abaixo no momento em que marquei um encontro em uma praia de Floripa e topei com uma deusa com beleza concentrada, que eu carinhosamente chamo de “mini-deusa”: uma deusa, sem dúvidas, mas em formato mini. Paixão à primeira vista!

Enquanto eu tentava construir meu mapa, mesmo tendo que estendê-lo até o Rio Grande do Sul para contemplá-la, ela só queria uma aventura de verão em Floripa no seu primeiro encontro via Tinder. Uma fuga de outro plano: o que era para ser uma aventura pontual foi se transformando em “só mais um encontro porque não queremos namorar, muito menos à distância”. E daí para “temos que viver a vida juntos” foi questão de tempo. E demos um jeito de acontecer: há pouco mais de seis meses fui contratado por uma empresa de Madrid e Martina veio junto para o que se configura na maior aventura de nossas vidas até o momento e uma verdadeira fuga de tudo que havia sido planejado até então por nós.

Quando a conheci, fiquei tão obcecado pela “mini-deusa” que qualquer oportunidade que surgia de viajar, mesmo a trabalho, eu dava um jeito de convencê-la a ir comigo: e assim foi de Floripa a Porto Alegre, de Porto Alegre ao Rio de Janeiro, do Rio a Curitiba, de Curitiba à Califórnia, do Brasil à Espanha. E o que o blog tem a ver com tudo isso? Bem, a “mini-deusa” Martinica colocou na cabeça que meus escritos não poderiam ficar restritos aos textões de Facebook ou perdidos nas pastas de arquivos no meu PC.

E hoje, no dia do show do Red Hot Chili Peppers aqui na cidade, na turnê do álbum “The Getaway”, lançamos esse espaço de expressão e que reúne em si um pouco de nossa história, do que pensamos, do que vivemos e daquilo que gostaríamos de compartilhar. O nome do blog é também uma homenagem a uma das maiores bandas de rock que já pisaram nesse planeta, que me acompanha desde a adolescência com sua alegria, com seu som e energia contagiante, com seus hits históricos e com sua quebra de barreiras entre diferentes estilos de música. E que impactou de maneira tão intensa a Martina, que resolveu que o nome do blog seria o nome do álbum desses californianos malucos que a gente adora.

Esse espaço é um ato de carinho e amor gigantesco de parte dessa mulher que revolucionou minha vida e que não sossegou até criar um blog com a nossa cara. É também uma forma de compartilhar um pouco o que é viver na capital da Espanha, em uma das mais importantes metrópoles da Europa e do mundo. É um modo de compartilhar nossas reflexões de forma geral, mas também as fotos e experiências que vamos recolhendo pelo caminho, nas viagens e fugas que fizemos e nas muitas que esperamos fazer.

E, por fim, é também uma forma de retribuir o carinho que temos por nosso povo e aqueles que nos acompanham e nos enviam as melhores energias desde que saímos do Brasil. Também por isso que optamos por escrever em nosso idioma nativo e focar prioritariamente no público brasileiro. Espero que gostem do que irão encontrar aqui, estamos muito felizes em apresentar o nosso “The Get Away” para vocês!