Os Museus de Madrid

Diego Canhada - 26/10/2016
museus de madrid

A capital espanhola possui mais de vinte museus, muitos deles localizados no que se chama Triângulo de Ouro ou Triângulo da Arte de Madrid. Nos vértices desse triângulo estão três das galerias de arte mais importantes do mundo: Museu del Prado, Museu Reina Sofía e Museu Thyssen-Bornemisza.

Aproveitando os horários e dias de visita gratuitos, bem como a “Noite do Museu na Europa”, foi possível visitar esses três museus para conhecer suas coleções permanentes sem gastar um euro. Só no Prado, considerado o mais importante deles e que abriga a maior coleção de quadros espanhóis do globo, foram algumas visitas para dar conta de todas as salas.

Em conjunto, esses três museus contam parte da história da arte no mundo e da própria história da Europa, com obras da época da Idade Média até os dias de hoje, retratadas por artistas como Goya, Velázquez e El Greco, até artistas mais contemporâneos como Picasso, Salvador Dalí, Miró e até o holandês Van Gogh, entre muitos e muitos outros.

Não sou um “entendedor” de arte, pelo contrário. Entretanto, a experiência foi riquíssima e altamente recomendável para quem tiver a oportunidade e interesse. É o tipo de visita que te deixa deslumbrado, alimenta a alma, serve como uma aula de história e que desperta uma vontade imensa de aprender mais sobre o contexto que gerou essas obras, as diferentes escolas de arte e até a biografia desses artistas.

Aproveito a oportunidade e dou um pouco mais de detalhes desses e de alguns outros museus que visitamos aqui e que valem muito a pena para quem se interessa pelo assunto!

Conhecendo os Museus de Madrid

Museu do Prado: certamente o mais importante museu do país e está entre os vinte museus mais visitados do planeta. Com quadros europeus que vão do século XV ao XIX, alguns entendem que é a mais importante galeria de pintura europeia que existe. Além de pinturas espanholas, a coleção reúne obras francesas, flamencas, alemãs e italianas. Vale lembrar que durante um bom tempo o Império Hispânico foi o mais poderoso do mundo e se estendia por regiões que hoje pertencem a outros países europeus, o que contribuiu para que atualmente muitos desses quadros estejam na Espanha.

Museu Reina Sofía: em 2013 foi mais visitado que o próprio Museu do Prado e possui obras dos principais artistas espanhóis do século XX e contemporâneos. Pablo Picasso, Salvador Dalí e Joan Miró são os nomes de maior destaque. Pode-se dizer que complementa o Museu do Prado no que diz respeito à pintura espanhola: o primeiro possui as obras mais antigas e esse as mais recentes.

Museu Thyssen-Bornemisza: era uma vasta e valiosa galeria de arte privada que foi adquirida pelo governo espanhol em 1993 e se juntou aos outros dois primeiros, configurando o Triângulo da Arte em Madrid. As obras estão organizadas de forma cronológica, com obras que vão desde o Renascimento até o século XX. Possui quadros de importantes artistas do mundo todo e das principais escolas da arte.

CaixaForum Madrid: centro cultural que é propriedade de um grande banco espanhol e que se integrou à região do Triângulo da Arte. Não possui uma coleção permanente valiosa como os outros três, mas traz à capital espanhola algumas das mais importantes exposições de arte do mundo todo. Para se ter uma ideia, algum tempo atrás vimos uma exposição sobre impressionismo – propriedade de uma coleção dos Estados Unidos – que foi incrível e com muitas obras de Van Gogh.

Museu da América: um museu nacional que é uma verdadeira aula de história e cultura do continente americano, com peças que datam da época Paleolítica até a atualidade. Reúne muitas informações e artefatos arqueológicos, artísticos e etnográficos de todos os países do continente. Tem mais de 25.000 peças, sendo que aproximadamente 2.500 estão em exposição.

Museu de História de Madrid: um museu menor comparados aos demais, mas muito bem organizado e que conta a história da cidade desde o momento em que virou a capital da monarquia em 1561 até o século XX. Além de muita informação, está ilustrada por pinturas, cerâmicas, postais, fotografias e outros artefatos que contam a história de uma vila que se tornou uma das principais metrópoles europeias.

Museu Naval de Madrid: um espaço muito bacana que conta a história das navegações na Espanha. Possui muitas réplicas de navios e artefatos de diferentes épocas. Em um país que conquistou boa parte do mundo através de suas explorações marítimas, o museu acaba por contar uma boa parte da história mundial tendo sua história marítima como fio condutor dessa narrativa.

Ainda há muitos outros museus que não conhecemos e há exposições temporárias que alguns desses mesmos museus recebem. Enfim, Madrid é uma verdadeira capital da arte e aqui sempre há algo acontecendo nesse sentido!