El Capricho: um pedacinho romântico de Madrid

Martina Carvalho - 25/09/2016

Uma das dicas mais valiosas que recebi sobre turismo em Madrid foi: “visite o Parque El Capricho”. Este não é um local que faz parte da rota turística convencional e, inclusive, muitos espanhóis não o conhecem. Entretanto, desde a nossa primeira visita o parque virou um dos meus lugares favoritos.

O jardim começou a ser construído em 1787, a pedido da Duquesa de Osuna que queria uma área distante da capital para construir um Palácio capaz de abrigar seu extenso acervo de pinturas e livros. Mi Capricho foi o nome escolhido por ela para este que foi palco de grandes festas e espetáculos para aristocracia da época.

A paixão pela arte e arquitetura pode ser percebida em cada detalhe deste parque, que possui influência inglesa, francesa e italiana. São vários recantos lindos, com destaque para o salão de baile, o lago, a pequena igreja, o templo de Baco, o palácio e os mais de 14 hectares de jardins!

palacio pequena-igreja templo-baco lago1 salao-de-baile

Atualmente, o El Capricho é o último jardim remanescente do romanticismo aqui em Madrid. É um parque super conservado, grande parte devido ao controle no acesso, possui uma capacidade máxima de 1000 pessoas e não está permitida a entrada com bicicletas, animais e comida. Provavelmente estas restrições fazem com que este lugar fique ainda mais aconchegante.

Minha dica é ir para o parque com tempo, fazer uma das diferentes rotas e aproveitar para desfrutar o barulho e a beleza da natureza. Dentro do parque fique bem agarrada em que você ama, assim como eu, que na foto estou completamente apaixonada e agradecida por tudo que estou vivendo  ❤️❤️❤️

Informações importantes:

 O parque está localizado na Paseo da Alameda de Osuna no bairro de Barajas. A linha 5 do metro possui uma estação (El Capricho) bem próxima a entrada do parque.

 Está aberto somente nos sábados e domingos das 09:00 às 18:30.